Moscas, mosquitos e pernilongos

 

Moscas, mosquitos e pernilongos são da Ordem Díptera, distribuída em 2 subordens: Nematocera e Brachycera.Larvas e adultos têm hábitos bastante variados, podendo desenvolver-se tanto em meio aquático como terrestre. As larvas que vivem em meio terrestre se alimentam de matéria orgânica em decomposição, carcaças de animais mortos e excrementos, já os adultos são geralmente terrestres e se alimentam de inúmeras substâncias.

 

Existem dípteros de importância agrícola, médica e veterinária. Na médica, encontram-se mosquitos sugadores de sangue, vetores de doenças como a malária, febre amarela, dengue, encefalite, etc. Assim como a mosca doméstica, que pode transmitir tifo e disenteria, e a mosquinha-lambe-olhos, que transmite a conjuntivite. Outra mosca de grande importância, mas que não ocorre no Brasil, é a Tse-tsé, causadora da doença do sono. De importância veterinária, temos a mosca-varejeira, a mosca-do-berne e a mosca-do-chifre.

 

Espécies mais importantes para controle de pragas urbanas:

 

  • MOSCA DOMÉSTICA: por alimentar-se de lixo e matéria em decomposição, pode transmitir doenças como febre tifóide, diarréia, conjuntivite, lepra, tuberculose, cólera, varíola, poliomielite, dentre outras. A transmissão ocorre através de suas fezes ou por contato com os agentes patológicos próximos ao corpo.

  • PERNILONGO: Depositam seus ovos em águas poluídas e turvas ou com presença de muita matéria orgânica em decomposição. Pode ser vetor da filariose bancroftiana.

  • MOSQUITO DA DENGUE: pica preferencialmente ao amanhecer. Janeiro e fevereiro são os meses de maior incidência. Para depositar seus ovos, prefere locais que contenham água limpa e parada. É de grande importância médica por ser vetor da dengue e da febre-amarela.

  • MOSQUITO-PREGO OU MURIÇOCA: preferem lugares quentes e úmidos. Reproduz-se em áreas extensas de água, como represas, lagos, lagoas, remansos de rios, preferindo águas profundas, límpidas, pobres de matéria orgânica. Na época das chuvas, forma novos criadouros nos alagadiços, escavações e depressões de terreno. É o agente transmissor da malária.

 

 

Fonte: http://www.dddrin.com.br/pragas-moscas.php#inicio